Especial GourmetBaiana empreende em Assis com especialidades da culinária afro-brasileira

Redação AssisCity10 de dezembro de 2018

Regina Lúcia Paulo de Araújo tem 56 anos de idade e muita experiência para compartilhar. Baiana, ela é nascida na cidade de Itabuna, localizada no sul do estado e que conta com uma população de cerca de 220 mil habitantes.

Há 22 anos, Regina desembarcou em terras assisenses e foi tomada de muito carinho pela cidade. Há 16 anos ela conquista o paladar dos clientes que visitam sua “Barraca da Baiana”, instalada nas proximidades da antiga Estação Ferroviária e da Praça Arlindo Luz, no Centro de Assis.

No início, ela apostou seu empreendimento na produção de acarajé, uma especialidade gastronômica que integra as culinárias africana e afro-brasileira. Depois de algum tempo, Regina expandiu seu negócio com a produção também de tapioca, uma goma à base de mandioca e que leva recheios dos sabores mais diversos, sendo considerada uma comida tipicamente brasileira.

Regina Lúcia Paulo de Araújo com delicioso acarajé feito por ela

“Comecei fazendo uma das comidas que mais amo: o acarajé. Na época, fazia os acarajés e levava os pedaços para vender onde atualmente é o Terminal de Ônibus, para que as pessoas pudessem provar e conhecer um pouco mais dessa culinária que é tão rica em sabores. Ao mesmo tempo em que as pessoas iam conhecendo o acarajé, foi surgindo também uma grande procura pela tapioca. O assisense é muito viajado, conhece o nordeste e frequentemente as pessoas perguntavam se eu não fazia tapioca igual da praia, sendo assim que expandi meu negócio”, relembra.

Regina conta que não sabia fazer tapioca, mas que aceitou o desafio de aprender para corresponder aos pedidos de seus clientes, que não são apenas de Assis, mas de toda a região.

“Aprendi a fazer sozinha a tão pedida tapioca. No começo, eu tinha dois recheios principais. O carro chefe era a de frango desfiado com catupiry, mas também servia a de chocolate com morango, uma das mais pedidas. Hoje em dia já são 50 sabores no cardápio, além de muitos clientes que se tornaram amigos e muitas histórias para contar”, afirma.

A baiana afirma que atualmente, em sua barraca, a delícia mais pedida é a tapioca, mas que o acarajé também tem seus clientes fiéis, que não abrem mão do sabor inconfundível.

Casada com Moisés, mãe de Lívia e Mateus, avó de Sofia, Murilo e Alef, Regina conta que a satisfação em trabalhar todos esses anos com a culinária que representa sua região e ser bem aceita a emociona muito, pois é uma forma de estar perto das suas memórias.

Ela também confessa que tem saudade de sua terra natal, das comidas regionais, mas que trabalhar com a culinária baiana, além de aproximá-la de sua essência, a transporta para um ambiente familiar. Além disso, ela frisa que construir sua história em Assis não tem preço.

Regina se orgulha das suas receitas feitas com muito carinho

“Gosto muito de trabalhar com essa culinária. Estamos com a nova barraca há 9 meses e é um sonho realizado, pois construir e poder organizar meu espaço como está hoje é mais do que pedi a Deus. Agora eu só agradeço. Agradeço também ao meu marido Moisés, que construiu a nova barraca, além dos meus filhos que também ajudam. Seguimos lutando sempre, mas o essencial é que gosto muito do que faço, pois faço por amor e não só por dinheiro. Minha família é muito especial e minha clientela já é como minha família. Tenho muito carinho por todos e também recebo muito carinho dos assisenses e moradores da região. Essa é uma conquista que me deixa radiante, porque é muito gratificante. Agradeço muito a Deus por tudo que conquistei e pelo meu ganha pão, que é também minha razão de viver”, finaliza.

A Barraca da Baiana fica em Assis e funciona de segunda-feira a sábado, das 16h até meia noite. São mais de 50 sabores de tapioca todos os dias, enquanto o Acarajé é servido apenas às sextas-feiras e aos sábados. Os telefones de contato são (18) 3324- 8203 e (18) 99741 – 0387.

E não perca, pois nas próximas reportagens do Especial AssisCity você vai conhecer os segredos das receitas da Baiana e conferir de perto mais detalhes sobre essas delícias.

Deixe seu Comentário