APRUMAREspecial GourmetBarraca da Dona Preta na APRUMAR, o pão de queijo e o biscoito de polvilho

Quem chega na Feira da APRUMAR em Assis, logo de cara já se depara com a conhecida barraca Delícias do Campo Rural – Sr. Antônio e Dona Preta. Os clientes e amigos logo são recepcionados pela figura encantadora da proprietária, que há 11 anos comercializa as receitas produzidas por suas próprias mãos, tudo de forma caseira e com o tempero da roça. Equipada com a sua touca de cozinheira e a fala mansa, Dona Preta...
Bruna AssisCity10 de dezembro de 2018
Pães de queijo quentinhos preparados por Dona Preta

Quem chega na Feira da APRUMAR em Assis, logo de cara já se depara com a conhecida barraca Delícias do Campo Rural – Sr. Antônio e Dona Preta.

Os clientes e amigos logo são recepcionados pela figura encantadora da proprietária, que há 11 anos comercializa as receitas produzidas por suas próprias mãos, tudo de forma caseira e com o tempero da roça. Equipada com a sua touca de cozinheira e a fala mansa, Dona Preta relembra o começo da venda dos quitutes.

“Tudo começou há 11 anos, quando eu e meu marido recebemos o convite para abrirmos a barraca na APRUMAR. Eu e meu esposo Antônio Gonçalves de Souza tínhamos um sítio na Água do Tição, em Echaporã, onde a gente plantava legumes e verduras de folhas.

Barraca Delícias do Campo Rural

A gente chegava com a caminhonete, estacionava embaixo desta árvore e vendia os produtos que tínhamos. Ao longo do tempo, fomos pensando o que mais poderíamos produzir. Fui fazendo algumas receitas e trazendo para a feirinha. Algo que sabemos fazer são as delícias do campo e parece que o pessoal tem gostado, porque felizmente a barraca é uma das mais movimentadas”, conta Dona Preta.

Dois dos produtos mais pedidos é o pão de queijo e o biscoito de polvilho, que são feitos de forma caseira e saem quentinhos da fornada.

Biscoito de polvilho é um dos mais pedidos da barraca

“O pão de queijo e o biscoito de polvilho são feitos de forma bem caseira, sem nenhum ingrediente artificial. É uma receita que faz com que eles fiquem macios por dentro e crocantes por fora. Inclusive, nas minhas receitas eu uso um fermento natural que tenho desde a época da minha mãe. Ela ganhou a muda da minha avó e sigo conservando desde então, passando de geração para geração. Hoje em dia o processo é feito na geladeira para poder conservar, mas antes a gente tinha que fazer e contar com a ajuda do sol”, relembra.

Em uma das paredes de sua barraca, Dona Preta tem seis fornos elétricos, onde ela faz os preparos na hora.

Delícias são preparadas nos forninhos

“Eu trago só a massa preparada, mas o pão de queijo e o biscoito são assados na hora. Assim, eles saem bem quentinhos e o pessoal adora. Claro que tem os segredinhos, mas esses eu não posso contar. Desde o começo também faço um bolo de mandioca que faz sucesso, além dos pães caseiros e da bolachinha de nata. O mais importante é fazer com amor e servir bem. Eu não vendo nada que eu não ache que está gostoso, porque primeiro eu tenho que provar para poder oferecer aos clientes só o que é realmente uma delícia. Sou de uma família de bons cozinheiros e de origem italiana, então aprendi desde cedo a cozinhar e sempre gostei muito de aprender”, diz humorada.

Na próxima reportagem vamos falar sobre o caldo de mandioca aquecido no fogão à lenha e que também é uma delícia imperdível. Acompanhe e confira!

Deixe seu Comentário