Especial GourmetBaiana de coração assisense conta o segredo do sucesso de seu acarajé

Redação AssisCity4 de março de 2019

Há 16 anos a baiana Regina Lúcia Paulo de Araújo tem conquistado o paladar dos assisenses com suas especialidades nas culinárias africana e afro-brasileira.

Além da tapioca, a equipe do AsssiCity Gourmet foi conferir os segredos do acarajé, que é feito pelas mãos de Regina e vendido na sua famosa Barraca da Baiana.

O acarajé é um bolinho feito de massa de feijão-fradinho, temperado com cebola e sal, e frito em azeite de dendê. Após quebrado, o feijão é colocado de molho com bastante água por duas ou três horas. Após esse processo, a casca sobe e então Regina usa uma peneira para tirar o grão. Depois é hora de escorrer e moer em uma máquina de grãos própria, que dá a textura da massa. A massa é temperada e batida no liquidificador com cebola, alho e um pouquinho de água.

Acarajé é montado com com moqueca, vatapá, caruru e vinagrete com pimenta

O formato é moldado em uma colher, como se fosse um bolinho de chuva, que é frito no óleo de dendê e dá o toque baiano da receita. “O recheio do acarajé é composto por quatro bases. A primeira é uma espécie de moqueca de camarão, mas a receita também leva caruru, vatapá e vinagrete com pimenta”, afirma.

O caruru é uma pasta que usa o quiabo como base. Já o vatapá tem como base a castanha de caju, o amendoim, o camarão seco, além de tomate, cebola, cheiro verde, tudo batido no liquidificador e engrossado com farinha de trigo. Após ser levado ao fogo com leite de coco e azeite de dendê, ele fica com textura de polenta.

Acarajé é frito no óleo de dendê

Regina conta que o acarajé é muito consumido na Bahia, já que é uma comida típica e bastante apreciada na região nordeste.

“Quando vou para Bahia costumo procurar as cozinheiras tradicionais do local e comer o acarajé, que é uma das comidas que mais gosto. Quando trouxe o acarajé para Assis, achei que o público não ia gostar, não ia se adaptar, mas o assisense é viajado, conhece o Nordeste”, salienta.

Regina Lúcia Paulo de Araújo com delicioso acarajé feito por ela

O acarajé da Barraca da Baiana é servido às sextas-feiras e aos sábados, das 16h às 0h. A barraca fica nas proximidades da antiga Estação Ferroviária e da Praça Arlindo Luz. Para mais informações, o telefone é (18) 3324-8203 e o WhatsApp é (18) 99741-0387.

 

Confira também:

Baiana empreende em Assis com especialidades da culinária afro-brasileira

Barraca da Baiana e seus mais de 50 sabores de tapioca

Deixe seu Comentário