BlogA conexão entre o Brasil e Líbano na Tenda Árabe

Redação AssisCity25 de março de 2019

Conhecer a família Boutros da Tenda Árabe foi uma experiência deliciosa, que reuniu não apenas gastronomia, mas também muitas histórias de vida e afetividade.

 

Nemitala (ao fundo) e Talinha, pai e filho que seguem mantendo a tradição na Tenda Árabe

Graças à participação dos leitores que votaram na enquete, pudemos entender porque a esfiha da Tenda Árabe é tão famosa e, claro, deliciosa.

 

Fomos recebidos pelo proprietário Talinha e seu pai Nemitala, além da matriarca Marlene. De uma maneira muito gentil e humilde, a família transmite tradições de muitos e muitos anos por meio da comida.

 

Preparadas no capricho e sempre fresquinhas, as esfihas carregam em si a herança libanesa em cada detalhe do preparo. Elas são um verdadeiro patrimônio de família há mais de 26 anos e em sua versão palatável, na qual cada mordida é uma conexão entre o passado e o presente, entre o Líbano e o Brasil.

 

Leia também – Enquete AssisCity: A esfiha de carne da Tenda Árabe

Bate papo para descobrir os segredos e tradições da esfiha
Esfihas são feitas com a mesma receita de massa há mais de 26 anos
Nemitala José, Marlene e Nemitala José Ganem, gerações da família Boutros

Deixe seu Comentário